Conteúdo do site
Submenu: Consulte opções de Acesso Aberto das Revistas

Qual é a diferença entre pre-print, post-print e artigo publicado?

Muitos editores têm regulamentos de direitos de propriedade intelectual que especificam quais versões de um artigo de revista podem ser depositadas em um repositório. Algumas permitem o depósito da versão pre-print, outras da versão post-print, e algumas permitem o depósito do próprio artigo publicado.

Para verificar os regulamentos e permissões de uma revista ou editor em relação ao arquivamento :

O SHERPA / RoMEO registra as políticas de arquivamento das revistas em nível mundial. Verifique as permissões de cada revista. Veja o exemplo a seguir:

  • Como nem sempre as políticas das revistas são atualizadas no SHERPA RoMEO, recomenda-se também verificar as políticas nos websites das próprias Editoras. Confira a Lista de Editoras e Políticas de arquivamento

  • Utilize o website  How Can I Share It – que  mostra permissões de compartilhamento para artigos com DOIs.

    O website também apresenta links para políticas de compartilhamento dos principais editores científicos.

Para revistas editadas no Brasil, pode-se consultar o Diadorim (Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras do IBICT).

Leia atentamente as informações. Você pode tentar negociar com um editor para reter mais direitos sobre seu trabalho. Algumas entidades como SPARC, a Publishing Scholarly e a Academic Resources Coalition, oferecem recursos sobre direitos de autor, incluindo um adendo que você pode usar em acordos de direitos autorais.

O que são pré-impressões, pós-impressões e artigos finais?

Depositar seu artigo em um Repositório Institucional como a Biblioteca Digital da Produção Intelectual (BDPI) da USP, é uma ótima maneira de tornar sua pesquisa acessível, aumentar as citações de seus artigos e atender as exigências de seu financiador, incluindo a FAPESP. As informações a seguir ajudarão você a diferenciar as diferentes versões de um artigo, para que você possa cumprir com mais facilidade as regulamentações dos editores e revistas. 

De um modo geral, existem três versões principais de um artigo de revista:  pré-print, pós-print e versões finais dos editores:

  1. Pre-print ou Pré-impressão  – é o manuscrito do autor que foi submetido a uma revista. É a versão que ainda não foi revisada por pares e que não tem formatação nem foi ainda editado. Também é chamado  de manuscrito do autor, manuscrito original, primeiro rascunho. Exemplo de pre-print.
  2. Post-print ou Pós-impressão  – é o artigo que foi submetido a uma revista e que já passou pela avaliação ou seja, pela revisão por pares e foi revisto em conformidade. Já possui algumas características do artigo em seu formato para publicação. Também é conhecido como manuscrito aceito/aprovado do autor (MAA). Em geral, pode ser depositado no Repositório de modo privado e só pode se tornar público após um período de embargo [1]. Exemplos de postprints: [1], [2], [3], [4]. Como obter a versão post-print? (a) Faça o login na página de submissões da revista e recupere uma cópia do seu manuscrito aprovado ou versão aceita ou MAA (b) Entre em contato com a revista por e-mail e peça uma cópia da versão aceita do seu artigo. 
  3. Publishers’ final version ou Versão final dos editores  – é a versão do artigo publicado, que foi revisado por pares, editado, diagramado e paginado, totalmente formatado para publicação. Exemplo de Publishers’ final version.

Versão

Pre-print

Post-print

PDF do Editor

Definição Manuscrito submetido pelo
autor, pré-arbitragem,
rascunho do autor, antes da revisão por pares
Redação final, artigo aceito, manuscrito aceito.

 

 

 

 

 

 

 

 

Versão do manuscrito, melhorado
e corrigido pela revisão por pares. Layout do editor e
números de página excluídos.

Artigo publicado, versão final do editor com o layout, legenda bibliográfica e paginação  final.
Exemplos
Depósito na BDPI O depósito não deve ser
feito
Opção secundária no caso do
editor não permitir o
arquivamento do PDF final da revista. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depositar e deixar restrito
até terminar o período de  embargo [1].

Melhor opção, desde que o editor permita o depósito em repositório institucional.

 

 

 

 

 

 

 

 

Revistas da via dourada (que cobram APC) em geral permitem o depósito do pdf final publicado.

Precisa visualizar as diferentes versões? Confira os exemplos nos links informados: pre-printpost-printversão final do editor

Dúvidas? Procure a equipe da Biblioteca para mais informações e orientações.

[1] Embargo = período de tempo definido pelo editor, calculado a partir da data de publicação da publicação original, durante o qual o depósito no Repositório é feito e permanece privado. Após o término do período de embargo, o arquivo pode se tornar público. O período de embargo varia de 6, 18, 24 ou 36 meses de acordo com o editor. 

Fim do conteúdo, você pode: