Exposição “Panorama da Produtividade Científica IQSC USP no Mundo 2012-2016″

IQSC Panorama

Em comemoração ao Dia Nacional da Ciência (08 de Julho), a Biblioteca do Instituto de Química de São Carlos organizou a Exposição “Panorama da Produtividade Cientifica IQSC no Mundo: 2012-2016″. A mostra apresenta as diversas temáticas que estão em evidência na área de Química e correlatas, além da rede de colaboração.  As Bases de Dados multidisciplinares Web of Science – InCites (Clarivate  Analytics/Thomson Reuters) e Scopus – SciVal (Elsevier), bem como o Banco de Dados Bibliográfico da USP – Dedalus (SIBiUSP), serviram de base aos estudos e à elaboração do panorama. A Exposição ficará aberta até o final do mês de agosto (31.08), de segunda a sexta-feira das 8h as 19h na Biblioteca do Instituto de Química de São Carlos – Piso 01. A seguir, são apresentados alguns elementos da exposição.

== Web of Science – InCites ==

A análise da produção científica do Instituto foi realizada na Plataforma InCites, a partir dos documentos indexados na Base de Dados Web of Science. No período de 2012 a 2016, a análise revela as dez principais áreas de conhecimento (classificação Web of Science) que têm sido alvo do Grupo e nas quais se destacam: Química, Eletroquímica e Ciência de Materiais (Gráfico 1). Note-se que pode haver sobreposição, uma vez que uma mesma revista pode dedicar-se a mais de uma área de conhecimento. 

IQSC Web

Com relação ao financiamento, observa-se que os órgãos de fomento que mais têm apoiado a pesquisa no Instituto são as Agências Nacionais CNPq, Fapesp, Capes, Fapemig e Finep.

Ainda de acordo com a análise realizada na Plataforma InCites (dados da Web of Science), a produção científica do Instituto resultou da colaboração com pesquisadores de diversos países, com destaque para Portugal, Estados Unidos, França, Espanha e Alemanha, demonstrando a internacionalização das atividades de pesquisa do IQSC (Gráfico 2).

IQSC Web co-authors

== Scopus – SciVal ==

A análise da produção científica do Instituto também foi realizada na Plataforma SciVal, a partir dos documentos indexados na Base de Dados Scopus. O estudo foi realizado por meio da análise de desempenho do conjunto de pesquisadores do Instituto, cujos dados foram importados para a Plataforma SciVal e monitorados em relação aos principais indicadores de produção científica.  Foram selecionadas as 15 áreas de conhecimento ( classificação Scopus) com maior produção, dentre as quais se destacaram as áreas de Imunologia e Microbiologia, Engenharia Química, Ciência de Materiais e Física e Astronomia (Gráfico 3).

  IQSC Research Areas 2012-2016

Desse total, observa-se que a maioria das produções científicas resultou de pesquisas realizadas em colaboração com pesquisadores de diversas Universidades no exterior e no Brasil, com destaque para instituições brasileiras e portuguesas, mas com expressivo número de documentos produzidos em co-autoria com instituições de renome na área (Gráfico 4).

IQSC Co-Authors Institutions

Conclusões: Observa-se que a produção científica do IQSC tem aumentado ao longo dos últimos cinco anos, em quantidade e visibilidade, conforme evidenciam as análises apresentadas. Além dos indicadores bibliométricos e cientométricos que demonstram a importância das pesquisas realizadas, é preciso destacar a relevância  social e científica das pesquisas realizadas, que impactam diferentes segmentos da sociedade. 

== Contato ==

Universidade de São Paulo – Instituto de Química de São Carlos
Serviço de Biblioteca e Informação – SBI/IQSC
Seção de Referência e Atendimento ao Usuário
Avenida Trabalhador-Sãocarlense, 400 – CEP: 13566-590  SP
+55 (16) 3373-9936    E-mail: bibiqsc@iqsc.usp.br