Desconto para autores da USP na revisão de artigos: AJE oferece uma “maozinha”

A ciência não poderia realmente existir se os cientistas não registrassem cada estudo realizado e publicassem os resultados de suas pesquisas em revistas científicas. 

Em um cenário global de produção científica, ainda que as pesquisas e achados científicos sejam altamente relevantes e originais, vencer a barreira do idioma pode ser especialmente desafiador para pesquisadores não nativos da língua inglesa. Quem nunca recebeu ou soube de uma recomendação de um editor científico “needs to be reviewed by a native English speaker”? 

Vale a pena?

Os serviços de tradução e revisão podem realmente ajudar os pesquisadores a terem seus artigos publicados? Os editores dizem que depende. Caso o texto apresente apenas um inglês “torto” (ou “torturado”), os editores afirmam que o artigo não será rejeitado. Mas se o texto estiver confuso e ininteligível, impossibilitando a leitura e a compreensão, as chances de rejeição são grandes, pelo comprometimento da qualidade científica. Além disso, um bom texto facilita a revisão por pares e potencializa a aceitação para publicação. “Hoje em dia, os revisores estão sobrecarregados e artigos escritos apropriadamente facilitam a revisão”, afirma o editor Jim Viccaro, editor do Journal of Applied Physics, que recomenda rotineiramente os serviços de edição para os autores [1]. 

AJE_Helping_hand_Nature
KAPLAN, Karen. A helping hand

Atento à demanda e crescente interesse da comunidade científica por esse tipo de serviço, o SIBiUSP promoveu recentemente um Workshop voltado à escrita científica em inglês na USP, em parceria com a American Journal Experts (AJE), realizado em duas edições e que contou com a participação de grande número de estudantes e professores. 

A American Journal Experts (AJE) fornece serviços de revisão do inglês, tradução, formatação e preparação de figuras para artigos científicos produzidos por pesquisadores, comunidades científicas e acadêmicas, em diversas áreas de estudoO serviço de Tradução e Revisão da AJE foi criado para ajudar os pesquisadores cuja língua nativa não é o inglês. Para tanto, mantém revisores nativos na língua inglesa, que possuem mestrado ou doutorado em área de estudo específica, e que são avaliados continuamente. A confidencialidade do conteúdo da pesquisa é garantida. Além disso, para cada serviço de tradução e/ou revisão realizado é emitido um Certificado Editorial que garante a qualidade do serviço prestado quanto à gramática, pontuação, ortografia e estilo. 

Agora, a AJE está oferecendo aos autores da USP um desconto de 10% em seus serviços. Para a obtenção desse desconto é obrigatório o uso do link a seguir: http://www.aje.com/c/SIBIUSP10

Para outras opções, consulte a lista de serviços informados no site da revista PNAS

Referência

KAPLAN, Karen. A helping hand. Manuscript-editing services are growing. Can they turn a mediocre paper into a publishable one? And at what cost? Nature, v. 468, Dec. 2010, Disponível em: <http://www.nature.com/naturejobs/2010/101202/pdf/nj7324-721a.pdf> Acesso em: 15 junho 2016. 

This article was published on