Conteúdo do site
Submenu: Repositório da Produção Intelectual

Autoarquivamento

Seguindo o padrão internacional de autoarquivamento, a BDPI foi concebida para possibilitar o depósito das produções diretamente pelo próprio autor do trabalho. Isso é de extrema importância, tendo em vista que, além de saber a data de publicação exata, o autor é o único que, efetivamente, pode esclarecer sobre o modelo de contrato que assinou (ou não) com as editoras ou demais instituições, visando à publicação de seu trabalho.

No entanto, também é possível que a população de dados da BDPI seja efetuada por bibliotecários, por representantes do autor, ou por importação de dados executada pela equipe de gestão da BDPI, com posterior revisão e publicação pela equipe da biblioteca da unidade de vínculo.

Todo e qualquer depósito de produção intelectual na BDPI deverá ser realizado de forma não exclusiva, mantendo os autores dos documentos todos os seus direitos.

O acesso aos documentos, pelo usuário final da BDPI, poderá ser aberto, embargado (por tempo limitado pelo contrato assinado pelo autor com a casa editorial), restrito para uso por controle de IPUSP ou restrito completamente (nesse caso, o arquivo digital depositado servirá apenas para gestão e governança da produção).

A produção intelectual não disponível em formato digital deverá ter os metadados registrados na BDPI e um exemplar da produção deverá ser depositado na biblioteca de sua unidade funcional. As teses e dissertações seguem o padrão estabelecido pela Resolução CoPGr nº 6018, de 13 de outubro de 2011, e na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.

A Política de Informação da USP, assinada em 22 de outubro de 2012, recomenda a todos os membros da comunidade USP a publicação de seus resultados de pesquisa, preferencialmente, em fontes que se encontrem em livre acesso ou que façam constar, em seus contratos de publicação, a permissão para depósito na BDPI.

É de responsabilidade de cada unidade a atualização constante de sua produção na BDPI, bem como a correta normalização dos dados. Tal atribuição pode ser delegada aos docentes, aos bibliotecários ou a ambos.

A BDPI já se encontra interligada ao sistema de autenticação e reconhecimento da comunidade USP (docentes, servidores técnicos-administrativos e alunos), possibilitando o uso da mesma senha única utilizada nos sistemas USP.

Para AJUDA, clique aqui.

Fim do conteúdo, você pode: